CD Rupestres Sonoros – O canto dos povos da floresta

COMPRE AQUI

Esta é uma homenagem do MAWACA à diversidade musical dos povos indígenas, ainda pouco conhecida do público brasileiro. Em Rupestres Sonoros, lançado em 2009, o grupo enveredou por uma arqueologia musical que reúne, em um mesmo trabalho, pinturas rupestres do Brasil e arranjos contemporâneos para canções tradicionais dos índios Suruí de Rondônia, Kayapó de Xingu, Pakaa Nova de Guaporé, Kaxinawá do Acre, entre otros.

Magda Pucci, diretora musical do Mawaca, buscou conexões entre a arte rupestre e os indígenas a partir de seu universo simbólico e artístico, entendendo que o homem pré-histórico daqui é o índio que dança, que faz seus rituais, que participa de festas, que caça, que bebe chicha, que namora, que pinta o corpo com urucum, que se adorna com colares e cocares, que se reporta aos seres do céu, do ar e da terra.

O Rupestres Sonoros tem como convidados especiais as cantoras Marlui Miranda e Tete Espíndola, o multi-instrumentista Carlinhos Antunes e o produtor, tecladista e flautista Xuxa Levy, responsável pelas bases eletrônicas e co-produtor do do álbum com Magda Pucci e Paulo Bira, músico do Mawaca.