Rogério Botter-Maio

Rogério integrou o Mawaca em 2014, como substituto do baixista Paulo Bira, que participou da banda por 10 anos. É formado em música pela UNICAMP.  Rupestrs Sonoros, Sesc Ipíranga

Em 87 mudou-se para a Áustria estudando jazz e música erudita na Hochschule für Musik em Graz por 2 anos. Por um ano viveu em Roma onde atuou como músico em “O Poderoso Chefão III”.

No ano seguinte morou em Paris até ir a Boston para onde mudou-se em 91 com bolsa de estudos para a Berklee College of Music. De 1992 a 1997 viveu em New York onde tocou com Paquito d’Rivera, Leny Andrade, Lionel Hampton, Cláudio Roditi, Manfredo Fest.

Ainda nos EUA, gravou com Gerry Mulligan & Jane Duboc, com Manfredo, com Naná Vasconcelos e com o trio “Transition” (com Dom Salvador e Duduka da Fonseca).

Volta ao Brasil em 1999, onde atuou com Jovino Santos Neto, Duo Fel, Danilo Caymmi, Hermeto Pascoal, Orquestra Popular de Câmara, Roberto Corrêa, Jane Duboc, Soundscape Big Band, Ná Ozzetti, Dante Ozzetti e com Dom Salvador (Chivas Jazz 2003). Gravou CDs de Nelson Ayres, Jovino Santos Neto, Fernando Corrêa entre muitos outros.

Desde 1995 tem se apresentado regularmente na Europa (Alemanha, Itália, Suíça, Áustria, Portugal, Espanha e Eslovênia) com seu próprio grupo ou com outros projetos. Em 2004 tocou com seu grupo no Indonesia Open Jazz.

Como líder, compositor, produtor e arranjador, grava em 1996 nos EUA o CD Crescendo” com participações de Romero Lubambo, Dom Salvador, Jane Duboc e Cláudio Roditi.

Em 2000 lança seu segundo CD “Aprendiz” com participações especiais de Filó Machado, Teco Cardoso e Léa Freire.

Em 2006 lança o CD “Prazer da Espera” com participações de Proveta, Teco Cardoso, Ná Ozzetti e Nelson Ayres. Membro do trio de Nelson Ayres de 1999 a 2005.

Em 2005, volta à Europa naquele ano até 2008 ano em que grava o CD “Tudo por um ocaso” em Barcelona.

De volta ao Brasil em 2008, Rogério mantém ativas 3 diferentes formações e escreve sua composições para grandes formações. Em 2010 fez duas turnês pela Argentina com seu próprio trio e com o projeto que homenageia Tom Jobim e Vinícius de Moraes junto à cantora Ana Paula da Silva.

Com este trabalho foi muito elogiado pela crítica especializada como arranjador e diretor musical do projeto. Em junho 2010 voltou à Espanha para apresentar seu quarto CD.

Integrou o trio do pianista Adylson Godoy em 2011 tocando com Jair Rodrigues a re-edição do Fino da Bossa no SESC Bauru-SP.

Em maio de 2012 lança seu quinto CD em trio intitulado “Sobre o Silêncio” (pré-selecionado para o Prêmio da Música Brasileira 2013) que conta com participações de Dom Salvador, Roberto Menescal e do argentino Carlos Aguirre. Com o mesmo trio tocou no Festival Internacional de Jazz de La Plata, Jazz Club Notorious em Buenos Aires (Argentina) em 2012 e em 2013 no 23º Festival de Inverno de Garanhuns e no Festival de Jazz de Buenos Aires.